images (7).jpeg

PRÁTICA DO QIGONG

21/04/2022

Desobstruir os canais.

A lógica dos exercícios chineses seguem os mesmos princípios da Medicina Chinesa, que tem como base o pensamento chinês. Quando falamos do pensamento chinês, estamos falando na verdade de uma forma diferente e ver o mundo, com base em uma cultura ancestral. A ideia mais remota do pensamento chinês reside no que hoje chamamos Taoísmo. Em primeira análise, esta escola de pensamento se preocupou em estudar leis da natureza. Então, não obstante a vertente religiosa, primeiramente o Taoísmo estudou o que chamamos de ciências naturais.

Nesse sentido, a ciência ocidental criou a nossa visão sobre a saúde humana, entendendo que para nos maternos saudáveis, observamos a presença ou ausência de substâncias bioquímicas entendidas como necessárias para nos mantermos saudáveis. O pensamento chinês se baseia em observar os movimentos da natureza, então analisa-se se determinados sistemas estão funcionando corretamente ou não. 

Entendendo que para termos uma boa saúde, os sistemas do nosso organismo devem estar funcionando bem, parte desse sistema são os meridianos por onde circulam nosso Qi, ou energia vital. A teoria chinesa que assume a existência de Qi, entende que este circula com canais específicos por todo nosso corpo. Cada canal se relaciona a um sistema de saúde, como os sistema do Baço, Fígado, Coração, Rins, Pulmão etc. Alguns desses canais permeiam uma região entre a pele e os músculos (meridianos principais), como também passam por dentro os orgãos (meridianos distintos), dos ventres musculares (meridianos tendino musculares), medula espinhal (vasos maravilhosos) etc.

Então, a Medicina Chinesa enxerga o corpo humano de uma forma diferente que a visão ocidental, uma anatomia e fisiologia diferente com base na circulação da energia. A anatomia chinesa estuda os diferentes canais de eneriga. A fisiologia estuda como os diferentes tipos de energia são produzidos, como se relacionam com os órgãos e sua responsabilidade em nossa saúde. Essa energia se relaciona com nossas funções metabólicas, psíquicas e emocionais.

Ao mesmo tempo que a energia nutre e movimenta todo nosso aspecto metabólico e psicoemocional, a MTC analisa como um sistema interfere no outro. Ou seja, a correta circulação da energia pelos canais interfere no metabolismo celular e psicoemocional, assim como, o contrário tbm é verdadeiro.

Uma vida de dieta inadequada, acumulo de estresse de trabalho, tensões acumuladas por relacionamentos interpessoais, sofrimentos emocionais etc, tudo isso cria perturbação na circulação dos meridianos, assim como, estímulos que corrigem ou melhorem a circulação energética, melhoram o bom funcionamento dos órgãos e funções psicoemocionais.

É aqui que entra a importância das práticas corporais chinesas, que se especializaram não só em estimular a circulação de energia pelos canais, mas também em corrigir as alterações energéticas geradas pelas emoções aflitivas.