top of page

Espírito na MTC

As nuances do termo Shen na MTC



Por

Adriano Carneiro da Rocha

Acupunturista

Professor de MTC e práticas corporais chinesas

Diretor da Ceditrac


Espírito na MTC (Medicina Tradicional Chinesa) não se refere exatamente à porção metafísica, identitária com princípios religiosos, como nossa porção divina. Também não é exatamente o oposto disso. Pode ser entendido como um veículo circunstancial que pode comunicar ou não esta porção "divina" e eterna que se entende existir em nosso ser.



A manifestação da existência também expressa o princípio do Yin Yang. Mais do que isso, é possível afirmar, segundo os princípios do Taoísmo, que só é possível por causa do princípio do Yin e Yang, corretamente chamado de Taichi



O princípio Taichi é um termo criado em oposição ao Wuchi. Os dois criam uma unidade da compreensão cosmológica chinesa. Taichi (possívelmente traduzido como limite máximo) se refere ao mundo manifesto, e por consequência dele, aparecem todas as leis da natureza como o próprio Taichi, que fala sobre relacionamento entre Yin e Yang, o Si

Xiang (quatro fases), que são as fases de desenvolvimento do Yin e do Yang, o Wu Xing (cinco movimentos), que fala sobre a relação entre os padrões observados na natureza, relacionando-se num ciclo de geração e controle, o Ba Gua (oito trigramas), que é um nível maior de detalhamento de Yin e Yang e ensina que as leis da natureza mudam quando um fenômeno saí do mundo imanifesto e entra no mundo manifesto (que vem à existência, nasce, aparece no mundo real), segundo os arranjos do Céu Pré-Natal e o Céu Pós-Natal, até o estudo do I-Ching que nos ensina a identificar as manifestações das leis naturais no mundo, através do estudo de 64 padrões que regem os fenômenos.





E o oposto disso é o Wuchi (o ilimitado, o infinito), é entendido no Taoísmo como o mundo além do manifesto, que influência e dá origem aos fenômenos deste mundo, mas não os vemos, só percebemos seus efeitos, como a brisa que banlaça as folhas das árvores. Não posso perceber o ar, mas vejo os seus efeitos quando respiro ou quando olho um passaro voando, ou as folhas balançando. Contudo, o wuchi é entendido como um princípio que regem os fenômenos imateriais e quem se ocupa de entendê-lo tem seu objeto de estudo a transcendência. O princípio wuchi é o próprio conceito de transcedência. Quem é Deus, o que é o espírito eterno, o que acontece após a morte? qual é a razão de viver? etc. Em nossa filosofia, são os objetos de estudo da metafísica, que analisam os princípios mais elementares da própria filosofia e das bases para produção do conhecimento, a natureza humana.


Assim, espírito da MTC pode ter duas ascepções: uma, o que o profissional de MTC se ocupa para fazer uma correta anamnese é a somatória das funções da mente, ou seja, como está o humor da pessoa, algum aspecto psiquico está hipoativo ou hiperativo. Existe disponilidade da consciência ou algum tipo de embotamento ou apatia etc. A segunda ascepção é a própria ideia de existência de uma porção divina, eterna que dá sentido para a vida. Que anseia, que dá o sentido mais elementar de individualidade e de unidade.



A existência humana é resultado dessas duas porções do espírito, um, o espírito pré-natal, ou Yuan Shen, que é eterno e conectado com o todo, que no taoísmo chamamos Tao. Esta porção é que carrega os anseios mais profundos e as característas únicas daquela pessoa, que se difere da sua família, amigos e ambiente social. Esta dá direção para a segunda porção do espirito (pós natal), que faz parte do corpo físico da pessoa, que é resultado das suas funções fisiológicas. As faculdades mentais dependem da disponibilidade funcional do corpo. Se o indivíduo tem alguma deficiência ou teve alguma lesão, algum aspecto psiquico pode não está disponível, então tem haver com o corpo esta dimenção do espírito.



Aqui é possível observar a relação entre Wuchi (imanifesto) e Taichi (manifesto). As doutrinas orientais dizem que para alcançar a felicidade, ou a satisfação do espírito pré-natal é necessário um esforço para integrá-lo às suas ações no mundo manifesto através do espírito pós-natal, a sua mente. É preciso conhecer quais são as inspirações inatas daquela pessoa e se esforçar para manifestá-la. Só assim, é possível alcançar uma felicidade permanente e ganhar confiança que se está andando na direção correta, dentro do seu próprio caminho (Tao).



Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page