top of page

Ansiedade / Depressão na MTC

Atualizado: 16 de ago. de 2022



Por

Adriano Carneiro da Rocha

Acupunturista

Professor de MTC e práticas corporais chinesas

Diretor da Ceditrac


Você gostaria de saber um pouco sobre o que a Medicina Chinesa entende sobre os sintomas de Ansiedade e Depressão?


Na MTC estudamos dois tipos de ansiedade, a ansiedade vaga e a ansiedade objetiva.


Ansiedade vaga


A ansiedade vaga é aquela que a pessoa dispara sintomas sem nescessidade de um gatilho anterior: como aceleração do coração, palpitação (sensação de batidas mais fortes do coração), suor frio, dificuldade para respirar (de puxar o ar) e medo muito forte. Muitas pessoas descrevem como medo de morrer. O raciocínio fica difícil e você não tem vontade de ficar em público, nem em locais com muito barulho. Porém, todos esses sintomas aparecem independentes de uma situação de estresse. Pode aparecer em repouso, em casa, ou até mesmo dormindo, quando a pessoa pode acordar com esses sintomas. Quando questionada, a pessoa não consegue fazer relação com alguma situação que tenha deixado apreensiva. Esta é a ansiedade vaga, aquela que não tem relação com alguma situação objetiva.


Neste caso, entendemos se tratar de um padrão energético compatível a Deficiência de Sangue afetando o sistema do Coração. A função psíquica Shen (Consiciência) perde o controle, pois perde sua capacidade de se enraizar no corpo e aparece o sentimento de terror, ou medo de morrer. O sistema energético do Coração é o dos sistemas que mais depende da qualidade do Sangue. Quando este está deficiente, ou vazio de nutrição, os sistemas do Coração e Fígado sofrem.


É importante esclarecer que alguns conceitos na MTC são diferentes da linguagem médica ocidental. Por exemplo, o termo Sangue ou Xue não significa a mesma substância bioquímica observada nos exames laboratoriais. Para a tradição, Xue abrange tanto o aspecto material bioquímico, como o aspecto energético e a força circulatória que faz com que a substância vital alcance todas extremidades.


A expressão Deficiência de Sangue significa um nível de deficiência nutricional. E a primeira conduta que se sugere para o paciente é organizar melhor a distribuição da alimentação. Existe um jargão conhecido na MTC que diz: “Se a pessoa ficar meio período se se alimentar, o Qi se esgota. Se ela ficar um período inteiro se se alimentar, o Jing se esgota.” O Qi é um dos fatores nutricionais do nosso organismo e a sua primeira fonte é a alimentação. Entende-se que não se deveria ficar mais do que 3 horas sem se alimentar.

O segundo ponto a se observar é a qualidade nutricional do que se come. Deve-se atentar se o que se come tem algum valor nutricional ou não. Neste momento, ao se buscar tratamento para um padrão de ansiedade vaga, a pessoa deve se manter longe se que chamamos “junk food”, por se tratar de alimentos se valor nutricional relevante. E sim, para tirar o paciente deste quadro sintomático, é mais importante a distribuição da ingestão de alimentos do que a escolha perfeita do que se come. Costumo até brincar no consultório, “É melhor comer uma coxinha com catupiry do que ficar 4h – 5 horas sem comer nada”.


Depois de uma a duas semanas que o paciente se dedicar em melhorar a distribuição da alimentação, melhorar a qualidade nutricional do que se come, espera-se que muitos dos sintomas tenham amenizado. Então, fica mais fácil direcionar o tratamento, se concentrando nos sintomas que permaneceram. Dependendo da intensidade dos sintomas, é possível sugerir também atividades físicas leves. Se as crises de ansiedade estiverem muito presentes, deve-se focar primeiro na nutrição e repouso.


Após aliviar os sintomas, é importante iniciar práticas de atividades físicas, que irá auxiliar na eficiência do sistema digestivo e melhorar a absorção nutricional, além de aumentar o metabolismo geral, favorecendo o sistema de forma ampla. A atividade física também é um importante recurso para normalização hormonal, produzindo inclusive hormônios de satisfação, prazer e relaxamento, o que deverá estar diminuído nesses casos.


Ansiedade objetiva


O segundo tipo de ansiedade que observamos com mais frequência na prática clínica é a ansiedade objetiva, que é aquela que aparece quando a pessoa se depara com uma situação que dispara os sintomas. Aqui é necessário um gatilho. Após o aparecimento do fator gerador do estresse, a emoção de medo e apreensão começam a tomar conta da mente da pessoa de forma incontrolável e os sintomas vão ganhando intensidade. Suor frio, dificuldade de respirar, taquicardia, palpitação, irritabilidade e medo. À noite, também vem a agitação e dificuldade para dormir.


A Medicina Chinesa pode classificar como um padrão de Deficiência de Sangue afetando o Fígado, que é o padrão mais comum com esses sintomas. A recomendação para o paciente é o mesmo do padrão anterior, que é cuidar da alimentação. Os pontos de acupuntura serão diferentes, com objetivo de tratar sistemas diferentes, mas para o padrão de Deficiência de Sangue, o início deve ser organizar a alimentação e repouso da pessoa.

O Fígado responde muito favoravelmente a adoção de Hobbies, como fator para desconectar a mente dos fatores estressores, e que devem também estimular a liberdade criativa da mente, devolvendo o livre fluxo da energia do Fígado.


Depressão


A Depressão pode aparecer sozinha, ou em conjunto com os padrões de ansiedade. É muito comum aparecerem juntas. A depressão também costuma estar associada a Deficiência do Sangue, mas agora afetando o Fígado, ou Fígado e Coração.


Existe outro dizer na Medicina Chinesa: “Quando o Xue (Sangue) é abundante, existe felicidade. Quando o Xue está Vazio (Xue), há uma profunda sensação de infelicidade”. Se diz que esta é uma sensação de infelicidade visceral. Como se as células mal nutridas estivessem constantemente enviando mensagem para o corpo que existe sofrimento.


A tradição entende que as todas sensações, por mais abstratas, são percebidas no corpo. Se você está alegre, a sensação agradável é manifestada no corpo. Quando se está triste ou apreensivo, também o corpo que expressa estas sensações. Quando o corpo não recebe adequadamente os nutrientes necessários, é como o corpo permanecesse enviando constantemente sensações de insatisfação e sofrimento físico. Por isso, a primeira camada do tratamento é nutrir adequadamente o corpo. “Quando o Sangue está pleno e abundante, o espírito manifesta felicidade”, este é outro dizer clássico que estudamos aqui.


Esta é um tipo de desarmonia perigosa de se sustentar por muito tempo, pois aqui o paciente vai perdendo pouco a pouco o relacionamento com o próprio corpo. Com o tempo, começa a deixar de se identificar com seu corpo. Dizemos que a Alma Corpórea (Po), função psíquica do sistema do Pulmão, está fraca e não se relaciona mais com a Consciência. Este tipo de depressão pode levar a pessoa a atentar contra a própria integridade física, de forma mais branda e até mais grave.


O início do tratamento deve abranger também a reorganização da alimentação, em caráter mais urgente e trabalhar de forma multiprofissional, onde profissionais como nutricionistas, endocrinologistas e psiquiatras ajudarão a conter os sintomas mais emergências.


Em relação a Medicina Chinesa, todas as técnicas serão indicadas para beneficiar o paciente. A acupuntura, irá modular as adaptações do organismo ao tratamento. A fitoterapia chinesa, será importante para nutrir os sistemas em deficiência e será um estímulo mais frequente para normalizar o organismo e o Tui Ná (massagem) é uma excelente ferramenta para relaxamento psíquico e emocional, além de devolver pouco a pouco a relação do paciente com seu próprio corpo, através do toque terapêutico.


Aqui, abordarmos um pouco sobre o aspecto fisiológico dos padrões energéticos compatíveis aos sintomas de Ansiedade e Depressão. Nos próximos artigos, podemos discutir um pouco mais sobre os aspectos psíquicos e de padrões de comportamento, através da teoria dos 5 Espíritos da MTC, do estudo do I-Ching, do Taoísmo e um pouco sobre os aspectos psíquicos segundo o budismo.


É importante salientar que os sintomas acima podem se manifestar de formas mais graves. Então, o trabalho multiprofissional é muito importante. Para os sintomas mais forte, busque seu médico de confiança e um profissional de Medicina Chinesa devidamente qualificado!


Quer saber mais sobre a sabedoria tradicional? Venha estudar conosco! Venha para Ceditrac – Escola de Medicina Chinesa


180 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page